Baixada conectada

terça-feira, 18 de maio de 2010

por Josy Antunes

Com o intuito de comemorar e pensar sobre o Dia Mundial da Sociedade da Informação, ou o Dia da Internet, um encontro foi realizado na tarde de ontem, 17 de maio, no teatro do Espaço Cultural Sylvio Monteiro. O "Eu sou da Baixada, e vc?" reuniu comunicadores virtuais, responsáveis por alguns dos principais veículos de comunicação da Baixada Fluminense, seus respectivos leitores e o público interessado na discussão da temática proposta. A data, estababelecida pela ONU, é comemorada pelo mundo desde 2006 e pela primeira vez ganhou notoriedade em nossa região.

O rapper Slow da BF iniciou o encontro de forma surpreendente: Sua voz soava através do recurso viva-voz, no celular do publicitário Wesley Brasil, que ressaltou ao final da apresentação fonada: "Sim, foi um improviso". Wesley é responsável pelo Site da Baixada, e pela origem da ideia do encontro realizado, cuja divulgação foi totalmente on line. Falando com mais precisão: 6 dias antes do evento, a mobilização começou a ganhar espaço e "retweets". A proposta era simplesmente de “juntar as pessoas e mostrar que é possível produzir bom conteúdo pra internet”. Uma das pessoas que "compraram" a ideia foi a produtora cultural Claudina Oliveira, conhecida pela promoção de eventos como o "EncontrArte", "Miss Baixada" e "Circuito Mix de Esquetes". "Eu me considero uma internauta da Baixada", declarou ela, que participou ativamente das convocações virtuais para o Dia da Internet.

Há 10 anos, ainda frequentando lan houses, Claudina criou o grupo "Divulga Baixada Fluminense" no Yahoo, que hoje agrega cerca de 400 pessoas - a maioria jornalistas - que se propoem a difundir as informações das cidades da região. A produtora reforça a importância dos meios digitais como poderosa ferramenta de comunicação, lembrando de uma época em que o único espaço da Baixada era a sessão oferecida nas páginas do jornal O Dia. "Poucos privilegiados tinham acesso as informações e só conseguia colocar matéria quem tinha contato com o editor", rememora ela, que logo contactou Silvia Regina, responsável pela coordenação do Sylvio Monteiro, para o uso do teatro na comemoração do 17 de maio.

E, da mesma forma utilizada para a comunicação de Claudina, outros produtores e comunicadores foram acionados, formando - em menos de uma semana - uma programação de mini-palestras e apresentações, utilizando uma linguagem sucinta e eficiente: características da própria internet.

O Designer e Secretário Adjunto de Cultura de Nova Iguaçu, Egeu Laus, abordou o tema "Redes – a comunicação no século XXI", mostrando as diferenças entre redes centralizadas, descentralizadas e distribuídas, além das vantagens da democratização do acesso e da produção de conteúdos. “A internet é uma ferramente tão importante como foi o trem no século XIX ou as estradas no século XX”, assegurou ele, citando exemplos de redes sociais e operativas, como "A Rede do Bambu", criada por ele e que, internacionalmente, possui mais de 1800 membros.
Representando o meio audiovisual na Baixada Fluminense, Marcio Herminio falou sobre o Coletivo Anti Cinema, do qual é coordenador e cujo conteúdo publicado no You Tube possui mais de 28.000 acessos. "A proposta inicial era trabalhar com celulares e câmeras fotográficas", principiou ele, num bate-papo que renderia muitas participações e curiosidades do público.

O blogueiro Luis Antonio Doria apresentou o Relatos de Viagem Etc, que há 3 anos conta suas histórias através das passagens por lotações e que, recentemente, teve sua página integrada so Site da Baixada. Após Doria, "A Baixada realmente digital" foi abordada com humor e esclarecimentos por Wesley Brasil, que logo constatou: Há mais membros do orkut do que torcedores do Flamengo.

Como resultado do encontro, sugestões foram colhidas para a continuidade da comemoração anual, e a mútua divulgação presente se fez através de flyers, cartões e trocas de endereços virtuais: A Baixada Fluminense formando redes.

2 Comentários:

Olá, Josy!
Obrigado pela força, e saiba que queremos levar este papo à frente.
Fica aqui gravado nos comentários, não somente nosso agradecimento, mas também o convite para a galera do CulturaNI colaborar conosco na produção de coisa boa.

Vamos que vamos!
Abraços,
Wesley Brasil

Viajante Doria disse...

Faaaala, Josy!!

Obrigado pela força! (2)

Somente com a união de esforços temos a capacidade e a sagacidade para produzir conteúdo de qualidade para a Baixada!

Abraço e tudo de bom!
Luiz Antonio Doria
Relatos de Viagem Etc. - Um ônibus...muitos assuntos.

Postar um comentário

 
 
 
 
Direitos Reservados © Cultura NI