Todo dia é dia de cena

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

por Yasmin Thayná


Na última terça-feira, Tiago Costa - ator profissional iguaçuano e produtor cultural - iniciou a oficina livre de teatro no Espaço Cultural Sylvio Monteiro, no centro de Nova Iguaçu. Cerca de 90 pessoas participaram do processo seletivo, realizado no ano de 2010. Vinte e três foram escolhidas. O júri, composto pelo próprio Tiago Costa e pela também produtora Sylvia Regina, propôs a criação de uma cena com quatro personagens em que ficasse clara a participação de todos eles.

A ideia das oficinas livres partiu do Secretário de Cultura e Turismo Écio Salles, para quem é fundamental atrair a comunidade para participar de atividades artisticas livres. As oficinas, que durarão seis meses, visam elaborar um espetáculo utilizando diversas linguagens teatrais. As oficinas serão divididas em duas fases: a primeira terminará com a produção do texto a ser montado; na segunda, Tiago Costa investirá na criação do figurino, a maquiagem e cenário.

O teatro narrativo trabalha em cima de uma dramaturgia onde sem perceber, já está narrando o espetáculo. "Cada um pegou a história de sua vida e narrou. Agora a gente aproveita história com história, costura essas histórias e realiza", explica Tiago.

O mesmo trabalho que está sendo feito no espaço cultural foi feito no ano passado na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, com a diferença de que, UFRRJ, o tema era natal. "Queria narrar não aquela coisa brega de natal. E sim qual o olhar deles sobre o natal. Como é ganhar presente. Como é o espírito natalino. Deu super certo e agora tô aproveitando e trazendo para o espaço", conta Tiago.


Leonardo Rezende, um morador de Miguel Couto de 18 anos e aluno do Nós do morro unidade da Cerâmica, entrou nas oficinas com muita expectativa. "Espero que o curso me ajude a melhorar em todos os aspectos, porque pretendo ser ator em tudo que eu puder", conta ele, que ficou sabendo do curso pela amiga Michelle, que trabalha na casa de cultura.


Professor Ney
O mesmo Tiago Costa está participando do espetáculo "De Iguassu Velha a Nova Iguaçu", baseado no texto em que o Professor Ney Alberto conta a história da formação de nossa cidade em forma de cordel. O espetáculo, que faz parte da agenda de eventos comemorativos aos 178 de Nova Iguaçu, é uma produção companhia de teatro Fios da Roca. Estão no elenco, além de Tiago Costa, Claudina de Oliveira, Marcio Guedes e Alison Casanova, músico do espetáculo.

"Escrevi esse texto em um dia desses ali na minha sala. Aí o Tiago e a Claudina, que são atores, não perderam a oportunidade de transformar numa exposição artística de movimento," conta Ney Alberto, feliz com a a reestreia da peça, dirigda por Ribamar Ribeiro.

O espetaculo é uma criação coletiva do começo ao fim. Desde aquela tarde em que o professor Ney Alberto começou a escrevê-lo até quando ele caiu nas mãos dos atores. Com as frases, decidiram pesquisar a cidade através de registros fotográficos e entrevistas audiovisuais. "Entrevistamos desde o secretário, professor, pesquisador, pessoas famosas que ajudaram no crescimento da cidade até a dona Maria que vende bala no ponto de ônibus", conta Tiago Costa.

Foi assim que iniciou o teatro narrativo, que traz grandes curiosas revoluções em sua linguagem cênica. Para conferir, é só passar pelo Sylvio Monteiro sábado, dia 15 de janeiro às 16h30 e domingo, dia 16 de janeiro às 19:00. Entrada franca.





Teatro com as mãos

O Espaço Cultural Sylvio Monteiro fica na rua Getúlio de Moura, número 51. Centro de Nova Iguaçu. Próximo a Estação Ferroiária.

1 Comentários:

Marcus Vinicius disse...

Tentarei ir no dia 16, quero muito conferir.

Postar um comentário

 
 
 
 
Direitos Reservados © Cultura NI