De criança para criança

sábado, 11 de setembro de 2010

por Jefferson Loyola/ fotos retiradas do orkut da ONG

Estreia do espetáculo feiurinha em agosto de 2009
Foi apresentado ontem, 10 de setembro, na “Teia Baixada”, o espetáculo teatral “O Fantástico Mistério de Feiurinha”, uma adaptação do livro infanto-juvenil com o mesmo nome, de Pedro Bandeira, para o tablado do SESC de Nova Iguaçu. Dirigido pela Bianca Carvalho, fundadora da ONG Mundo Novo de Cultura Viva, a peça é uma montagem feita através do Grupo Teatral do Ponto de Cultura Projeto Mundo Novo de Mesquita.

Comédia infantil, o espetáculo trata de uma busca à história de feiurinha e, por extensão, o desespero das outras princesas por não saberem como é a história da mesma. Bruxas, príncipes, castelos, um final feliz e outros clichês das histórias infantis ganham uma entonação através do humor e das crianças que trazem um tom natural ao espetáculo. No palco, estavam Branca de Neve, Cinderela, Bela Adormecida, Bela (de Bela e a Fera), Rapunzel e Chapeuzinho vermelho, que contracenavam juntas no reino das fadas em busca do sumiço de Feiurinha, cunhada de Branca de Neve.

Chapeuzinho vermelho foi procurar Branca de Neve para tentar resolver o misterioso desaparecimento de feiurinha, que ao saber disso, manda imediatamente seu ‘Lácaio (um súdito)’ chamar todas as princesas do reino. A procura pela princesa, que no qual ninguém nunca ouviu falar, faz com que as princesas saiam do mundo das fadas e venham para o mundo real à procura de um escritor que possa decifrar a história de feiurinha e saber o que realmente aconteceu com ela. Após muita aventura proporcionada de crianças para crianças, descobre-se que o verdadeiro mistério de feiurinha era devido não ter tido um escritor que registrasse sua história e contasse ela ao longo dos anos.

“Meu sonho era trazer a peça para o teatro”, disse Bianca. O espetáculo já havia sido apresentado uma vez em um salão de festas, no mês de agosto em 2009. “Quando montei este espetáculo, pois sempre fui apaixonada por está história do Pedro Bandeira, meu sonho era apresentar em um teatro, e estou realizando agora aqui no SESC”, revelou. As crianças ensaiam todos os dias, e tudo é registrado. O ponto de cultura da ONG é chamado de ‘Artes com visão’ e trabalha com teatro, dança e artesanato.

Foto da lateral do prédio onde será
a nova sede da instituição
A Instituição, fundada em oito de janeiro de 2003, recebeu um local onde está construindo um prédio de três andares para a nova sede, que se encontra no momento em uma casa alugada. “O prédio já esta em fase de acabamento, só estão colocando o telhado no terceiro andar, onde será o teatro”, disse ela. Antes da casa alugada, a instituição funcionava na casa de Dona Lucimar Carvalho, mãe de Bianca. “Precisamos de outro local, e foi quando alugamos uma casa abandonada. A dona do imóvel nos deu três meses de aluguel gratuito para poder arrecadar dinheiro para o pagamento dos próximos meses”, contou.

A ONG funciona na Chatuba, Mesquita. E atualmente atende 257 crianças e com a finalização das obras da futura sede, estará apta a atender 1.000 crianças. Com sete anos de criação, a instituição tem vários espetáculos de dança, musical, esquetes e dentre outros. Também funcionando EJA (ensino de jovens e adultos), creche, reforço escolar para alunos da rede publica do ensino fundamental e muitas outras atividades. “Algumas das crianças mais velhas já são monitores, ajudando outras crianças mais novas e assim por diante”, afirmou ela. E assim a ONG vai se multiplicando ajudando cada vez mais as crianças, jovens e até mesmo adultos, moradores de Mesquita.

Veja mais matérias relacionadas a ONG Mundo Novo de Cultura Viva clicando nos links abaixo:
Nova chatuba
Mesquita nova 

3 Comentários:

Tchey disse...

Adorei o projeto! *-*
estão de parabéns!

luizsimbolista disse...

Ótimo artigo e muito bom o projeto, alegra-me ver que de fato existem no Brasil projetos com intuito de auxiliar e instruir comunidades carentes de informação e cultura, e que estes mesmos projetos são postos em prática mesmo quando por força maior de ONGs empenhadas. Num ano político é importante reparar às ações destas instituições e quais políticos tem se comprometido em ajudá-las segundo seu olhar de assistência e obrigação pública para com às mesmas comunidades que os elegem.

Wesley disse...

Nossa! O espetáculo deve ser maravilhoso mesmo. E ainda mais, é um trabalho sendo feito por ONGs que dão o seu melhor, para ajudar uns aos outros. E acho muito legal também, saber que a ONG tem o EJA para ajudar e acrescentar mais e mais ainda o trabalho deles, o que torna eles, uma FAMÍLIA de verdade. Sucesso sempre para ONGs, porque eles todos, merecem :)

Postar um comentário

 
 
 
 
Direitos Reservados © Cultura NI