Praça da diversidade

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

por Daniel Lenarti

Há mais de três décadas, a carinhosamente apelidada “pracinha do skate” vem sendo palco de diversos movimentos culturais, atraindo jovens e tribos de toda a Baixada Fluminense.

Inaugurada em 76 como a primeira pista pública de skate da América latina, sediou o primeiro campeonato de skate do Brasil e recebeu durante seus mais de 35 anos jovens de toda Nova Iguaçu e cidades vizinhas. A “pracinha do skate” já esta na memória de gerações como lar das tribos underground.



Do punk dos anos 80 ao grunge dos 90, as tendências dos grupos que frequentaram a praça ao longo das décadas é refletida em seu visual.

Hoje graffittes decoram os muros da pracinha, reformada e ainda atraindo grupos cada vez maiores de jovens de todas as tribos, até os controversos “coloridos”.


Calças skinny verde limão, óculos Rayban wayfarer, cabelinhos escorridos e temperamento emotivo. Até essa tribo achou seu espaço em meio a punks e metaleiros nas sextas da praça. Quem passa por lá e não conhece fica espantado?


A estudande universitária Cristal dos Santos, 20 anos, conta: “Aprendi a andar de skate em 2003, e a partir de 2004 passava boa parte da semana na praça, onde conheci muitos amigos, e uns carrego até hoje. Vejo uma mudança radical no estilo das pessoas que estão frequentando a praça e acho que é valido que ainda tenhamos espaço para absorver os novos grupos.”

É possivel lembrar da antiga (e falecida) Passarela do rock de Mesquita, observando a diversidade cultural presente nos encontros de sexta-feira, que abarrotam as pistas e gramados, de toda uma nova geração de jovens que encontraram ali um lugar para poder se expressar.

4 Comentários:

Morian Suderio disse...

Realmente faz falta mais locais maravilhosos como estes no Rio...e alem de fazer falta faz a diferença pois locais como estes sempre melhoram a qualidade de vida..

Yasmin Thayná disse...

Faltou imagem e aprofundamento. Mas vai lá que a bola é tua. Sucesso!

vitória disse...

a praça da nossa infancia e adolescencia, rs

Cristal disse...

E que continue assim!

Postar um comentário

 
 
 
 
Direitos Reservados © Cultura NI