Quase natural

terça-feira, 20 de abril de 2010

por Wanderson Duke

Crítica Vida de balconista

Em "Vida de balconista", Cavi Borges constroi uma ponte entre o cômico e a tragicomédia do cotidiano. Com um filme curto, barato e totalmente despretensioso narra, com muito talento , as inúmeras mazelas sofridas por um balconista de videolocadora - Mateus, interpretado por Mateus Solano - em um único dia de trabalho.

Os personagens simples e engraçadíssimos dão um ar verossímil à trama, tornando-os muito realistas , sem a grandiloquência absurdamente forçada de algumas comédias . Em "Vida de balconista", o riso ocorre de forma espontânea e intensa. Quase natural.

A câmera "olho de peixe" - a mesma usada em "Alta fidelidade", de Stephen Frears - faz com que o espectador se sinta incluído em cada ação. A sensação que se tem é que se está assistindo a uma espécie de diário em vídeo.

O filme está repleto de homengens cinematográficas, sejam em citações dos atores ou em pequenas esquetes que remontam as cenas originais.

"Vida de balconista" é um filme imperdível para os amantes da comédia e tem tudo para se tornar uma referência do gênero.

15 Comentários:

Anônimo disse...

Cara, eu assiti e achei ótimo o filme. ri pra caramba!

Douglas

Vox Dei disse...

hM... show de bola a materia.. realmente eh muito interessante oq se passa no cotidiano dessas pessoas... as historias são bem interessantes;... parabéns

Anônimo disse...

O Mateu no papel deu o ar da graça. pena que ele não estav na sessão ontem.... Mas o filme é ótimo!

Anônimo disse...

Cara, o filme é muioto engraçado!! Muito pop. instintivo, sei lá. um puta filme.

Anônimo disse...

A grafia do pessoal aqui de cima ta sinistra. rs. To seguindo blog a uma tempo. A única sessão que compareci foi a de ontem. O filme é muito bom! Como a critica diz. Ele é curto, mas muito bom!

Felipe Sarato

Anônimo disse...

Eu ri pra ca-ra-lho. Isso é um blog, né? pode CHINgar, comenter erros de ORTOGRAFIa... Pode tudo, né?
kkkk

Anônimo disse...

Pode CHINgar?? jkkk
pow, o filme foi muto bom. o Mateu lá só serviu de personagem como to do mundo mesmo. O cara tem talento e carisma. Filme do caralho!

Fernando Pereira disse...

Não vi o filme, mas vou dar uma varredura aqui na internet pra ver se acho. Lendo a crítica, me deu uma vontade de assistir.

Raian disse...

Vou seguir a recomendação do fernando. Também deu vontade de assistir.

Anônimo disse...

Hahahah. O filme foi excelente. Parabéns pelo texto sucinto e bem escrito, wanderson.

Anônimo disse...

Pegaram meu e-mail me uma das sessãoes. Nossa, muito bom isso aqui. Ah, o texto também. Beijinhos. Você tem orkut, Wanderson?? escreve muito bem... te vi assistindo filme ontem.. o pessoal te chama pelo segundo nome ,né? "Duke"?
beijinhos.
Parabéns!

Luciana

Anônimo disse...

Cara, parece que alguém aqui sabe escrever criticas! essa do jerferson está uma droga. cada hora ele fala uma coisa. Deve ter um ego do tamanho de um balão. Parabésn a todos no blog. Em especial pra você, Wanderson. Li sua outra critica - ela foi meio Conceitual - mas sua evolução é notória. Parabéns

Elcio

Anônimo disse...

wanderson, Parabésn, ta foda isso aqui! Horigianl pacas!

Douglas

Anônimo disse...

Meu amigo me indicou esse blog aqui e falou dessa critica. Blog legal. Critica muito bem construida. Supimpa!

A que ta em cima dessa...

Anônimo disse...

Ainda não entendi pq colocaram a critica do Jefferson mas escrita... poderiam ter deixado somente essa. Deixaria o blog mais limpo.

Postar um comentário

 
 
 
 
Direitos Reservados © Cultura NI