O herdeiro de Comendador Soares

quarta-feira, 20 de abril de 2011

por Dine Estela

O mais novo conselheiro de cultura de Nova Iguaçu tem apenas 23 anos, mas uma longa história de vida. Daniel José Soares Correa é da família do famoso Comendador Soares, que deu nome a um bairro da cidade também conhecido como Morro Agudo. Oriundo de uma família que também foi perseguida pela ditadura militar, o estudante de artes cênicas e designer gráfico aprendeu desde cedo a lutar pelos seus direitos. Mora sozinho e com sua segunda faculdade já tem uma “certa” independência financeira, como ele mesmo ressalta. “Não dá para viver de cultura neste país. Mesmo trabalhando direto, para garantir meu pão de cada dia, ainda preciso contar com a ajuda de meus pais”, destaca.


Daniel não tinha a intenção de ser um conselheiro, mesmo sendo um ativista cultural na cidade. Mas ao chegar ao chegar ao Sylvio Monteiro no último fim de semana, onde estava sendo realizada a IV Conferência Municipal de Cultura, sentiu-se na obrigação de fazer alguma coisa. “Temos que renovar os quadros culturais. Fiquei ansioso ao chegar aqui e ver as mesmas figurinhas de sempre. Não desmerecendo os mais experientes, mas temos uma galera jovem muito empolgada e com talento e estou aqui para garantir isto", enfatizou.

Para o conselheiro, mesmo o pobre tendo aumentado seu poder aquisitivo nos últimos anos, a sua cabeça ainda é de “pobre”, que não acredita ser relevante gastar seu tempo ou dinheiro com cultura. Para Daniel, esse conceito incutido na cabeça do povo vem de longa data e ainda é muito incentivado pela indústria cultural. “A cultura e a educação ainda estão concentradas naquele nicho intelectual que distancia o povo da arte. Penso que a cultura tem que se aproximar mais dos cidadãos e vice-versa. A gente quer cultura para todos”, enfatizou.

Como um bom conselheiro, Daniel pretende ficar de olho nas verbas destinadas para a cultura na cidade. “Acho que temos que avaliar inclusive a relevância dos projetos que estão rolando e tentar melhorar essa participação. Devo ressaltar que é um orgulho estar participando de um processo pioneiro. A cidade é uma das primeiras a se articular para a criação de um plano diretor de cultura, já que o plano nacional ainda está em tramitação no Congresso Nacional”. Outra jovem repórter eleita para Conselho Municipal de Cultura de Nova Iguaçu foi Mayara Freire.

6 Comentários:

Anônimo disse...

Gostei da matéria.
Vamos ver como será daqui para frente em relação a segregação/distanciamento de cultura & povo em Nova Iguaçu.

Anônimo disse...

GOSTARIA DE SABER SOBRE SEU ANTEPASSADO MANOEL SOARES, BRANCO, FILHO DE PORTUGUES, FAZENDEIRO, QUE MORREU AOS 30 ANOS

Sônia Mourão disse...

Faço parte da família do Comendador Soares.Minha avó,Amélia Alcoba Soares ,neta do Comendador.Depois de casada tornou-se Amélia Soares Mourão.Faleceu em 1980 aos 85 anos no Rio de Janeiro.Tinha quatro irmãos todos já falecidos a saber:Flávio,Hugo,Laércio e Helvetia.Gostaria se possível obter mais informações.Desde já agradeço.Meu email é:soniamourao916@gmail.com .Abraços.Sônia Mourão.

Anônimo disse...

Oi,

Sõnia...

Eu, também, sou um Soares e os meus familiares citavam que nós eramos descendentes do Comendador Soares e de seu filho, o Coronel Francisco Soares.

Existe uma Medalha oferecida pela Câmara Municipal de Nova Iguaçu, a Comenda "Comendador Francisco Soares".

Duas Tias minha, moravam bem próximo das propriedades do Comendador e do Coronel, era lá no Bairro do K 11.

A minha Avó, a única que conheci, pois os meus pais eram os filhos caçulas, era a Alceste...e o meu Avô, o marido dela, era o Jader Soares. Ele morreu lindo, para a época, dançando...Hoje, é um Ataque Cardíaco fulminante.

Uma prima minha, de 67 anos, a Luinice ou Lu, com eu convivia lá pelos 15 anos dela, morou muito tempo no K 11, me disse que todos da família, descendente do Jader, morreram do Coração, menos um, que morreu jovem, mas foi de acidente de carro.

Eu, ainda não morri devido aos avanços da medicina, mas já fiz 03 Pontes de Safena e 01 da mamária, 08 Cateterismos e 09 Stents, a R$ 15.000,00 cada.

E ainda tenho dores no peito, angina.


Prazer,

Walter Soares Barbosa Rocha

Natal-RN, 084 3202 - 14760

Marcia Soares disse...

Olá !! Também sou uma descendente do Comendador Meu Avô, Octavio França Soares, Meu bisavô Ernesto França Soares que era filho do Francisco José Soares Filho. Moro no Méier RJ. Achei na internet nossa árvore genealógica, montada por outro membro de outro ramo da família. Deem uma olhaada: https://www.myheritage.com.br/site-family-tree-151424582/cruz-sousa-e-mello

Anônimo disse...

HOJE SOU O COMENDADOR ELISEU SOARES, VINDO DOS MEUS ANTEPASSADO,FILHO DE MARIA SOARES,NÃO SEI MUITO MAIS TENHO TENHO SANGUE LATINO NAS VEIAS,QUANDO SE FALA NOVA IGUAÇU, VEJO A DESCENDÊNCIA DE PASSADO, ONDE CULTIVO, PASSANDO POR REGIÕES DO NORTE, SUL E NORDESTE, ONDE REPRESENTO O ESTADO CEARA, LUTO PELA A GARANTIA DOS DIREITOS DOS MENOS FAVORECIDOS,SOU DONO DE UM GRANDE TESOURO POSSUIDOR DE UM IMENSO GESTO DE HUMILDADE EM DEFESA A VIDA.

Postar um comentário

 
 
 
 
Direitos Reservados © Cultura NI