A poesia do padeiro

quarta-feira, 18 de maio de 2011

por Rodrigo Caetano


Conversei com Dinho Brito, um misto de cantor e escritor que está lançando seu primeiro livro através de uma rede chamada “Ag Book” (http://www.agbook.com.br/ ), um sistema de publicação de livros sob demanda que está fazendo a diferença para diversos autores anônimos.

Dinho está com 30 anos, trabalha numa empresa de controle de pestes urbanas, já estudou educação física e canta em algumas bandas de rock. Quando serviu o exército, Dinho fraturou a perna e teve que ocupar um cargo que lhe deu um enorme prazer: o de telefonista. Cuidava de toda a parte de comunicação do exército. “Foi uma grande experiência, tínhamos uma rádio lá, onde eu era o apresentador, o sonoplasta, o diretor, o redator. Sinto saudades do exército e de trabalhar como locutor”, conta Dinho. Mas essa não foi sua primeira experiência com o microfone.


Seu contato com a música começou na adolescência, “Comecei ainda jovem tocando em bares, colégio e cursos. Não comecei a escrever para a banda porque os outros caras eram mais velhos e eu obedecia tudo o que eles falavam”. A timidez impedia que Dinho mostrasse os textos que escrevia. A noiva foi a primeira leitora dos poemas, sonetos e canções românticas dedicadas a ela.

Falando sobre o livro, ele diz que começou a escrever em 1993, inspirado por momentos da vida, manhãs de surf e relacionamentos com mulheres. “Confesso que fiz diversos textos. Muitos deles, sob o efeito de drogas. Minha mente parecia mais aberta, e ao contrário de muitos, minha percepção ficava aguçada.” O livro “Por Caminhos Incertos Tão Certos” está disponível para compra e download pelo site da AgBook. “Já tentei publicar o livro por diversas editoras, algumas me reprovaram, outras mandaram um contrato totalmente desfavorável para mim. Mas a AgBook foi bem mais sedutora, e me deram as dicas que eu precisava para colocar no formato de impressão.”

Boa iniciativa
A AgBook é uma rede que publica livros sob demanda, possibilitando o autor publicar seu livro gratuitamente. “Acho a AgBook uma boa iniciativa para novos escritores, ainda mais porque hoje em dia tudo acontece pela web. Outras editoras já faziam isso, mas eu parabenizo a AgBook por ela ter tornado isso mais fácil de acontecer. Um escritor novo entra nessa como cego em tiroteio. Precisamos de ajuda, e eles dão a ajuda que precisamos.”

Influenciado por Renato Russo, Raul Seixas, Casemiro de Abreu, Drummond de Andrade e os filósofos Aristóteles e Sócrates, Dinho gostaria que as pessoas respeitassem mais o artista, seja qual for a arte. “Curtir, gostar, aplaudir, apoiar, incentivar e elogiar é muito gratificante, mas não pagam contas”, diz ele, que sonha com o dia em que o artista seja visto como um padeiro, cujos clientes o procuram não para elogiar seu produto, mas para comprá-lo. “Se hoje em dia eu não vivo de música ou de livros, não é porque eu não quero. É falta de um apoio de verdade que valorize o meu trabalho de forma que eu possa fazer dele minha prioridade.”

“Por Caminhos Incertos Tão Certos” 
Blog do Dinho (Meus Passos)

4 Comentários:

Marcão Baixada disse...

Como dizem em sacos de padarias: "Servindo bem pra servir sempre", parabéns ao Dinho pelo trabalho, e ao Rodrigo, pela matéria.
Dinho é um cara super talentoso, que tenho orgulho de conhecer e saber que é da Baixada.
Paz!

Josy Antunes disse...

"...O dia em que o artista seja visto como um padeiro, cujos clientes o procuram não para elogiar seu produto, mas para comprá-lo".
Uau!

Anônimo disse...

Agradeço a todos os comentários, a todo o pessoal do Cultura NI e principalmente ao meu brow Rodrigo... Eu nunca fui nada mas depois que conheci vocês, passei a ser mais do que qualquer outro pode ser... Um grande abraço a todos!

Dinho Brito

Dinho Brito disse...

Agradeço a todos os comentários, a todo o pessoal do Cultura NI e principalmente ao meu brow Rodrigo... Eu nunca fui nada mas depois que conheci vocês, passei a ser mais do que qualquer outro pode ser... Um grande abraço a todos!

Dinho Brito

Postar um comentário

 
 
 
 
Direitos Reservados © Cultura NI